Close
Metadata

%0 Conference Proceedings
%4 sid.inpe.br/marciana/2003/10.30.16.58
%2 sid.inpe.br/marciana/2003/10.30.16.58.23
%F self-archiving-INPE-MCTIC-GOV-BR
%A Buchner, Silvio,
%A Trivedi, Nalin B.,
%A Schuch, Nelson Jorge,
%@affiliation UFSM - PIBIC/CNPq - CEA/RSU/INPE
%@affiliation Espaciais, Centro Regional Sul de Pesquisas
%T Estudo de variações no campo geomagnético observado em São Martinho da Serra - um observatório geomagnético na região da anomalia geomagnética
%B Seminário de Iniciação Científica do INPE, 8 (SICINPE).
%D 2002
%E Souza, Luiz Carlos Gadelha de,
%E Becceneri, José Carlos,
%E Fonseca, Ijar Milagre da,
%E Castro Milone, André de Castro,
%E Moreira, Maurício Alves,
%S Anais
%8 28-29 jul. 2003
%J São José dos campos
%I INPE
%C São José dos Campos
%K Aeronomia, Anomalia magnética do Atlantico Sul (AMAS), Medidas, variações geomagnéticas diurnas, Campo geomagnético, São Martinho da Serra (RS), magnetometro, Estação Magnética de São Martinho da Serra.
%X Medidas das variações geomagnéticas foram efetuadas, nas componentes H, D, e Z do Campo Geomagnético, em São Martinho da Serra (29.43 S, 53.80 W) operando um magnetometro do tipo 'fluxgate magnetômeter' de três componentes ortogonais. O magnetômetro usado é de baixo ruido e as variações geomagnéticas (H, D, e Z) estão sendo registradas a cada 2 segundos continuamente. Os sinais de GPS fornece o padrão de tempo. Os dados geomagnéticos adquiridos na Estação Magnética de São Martinho da Serra - SMS nos permitem estudar as variações geomagnéticas diurnas durante periodos magneticamente calmos, Tempestades Magnéticas durante a atividade solar elevada e as pulsações geomagnéticas, na faixa de periodos entre 0.2 segundos e 1000 segundos. As pulsações geomagnéticas entre 0.2 segundos a 1000 segundos são geradas pela interação entre o vento solar (plasma solar) e a Magnetosfera terrestre. A Estação Geomagnética de SMS está situada quase no centro da Anomalia Magnética do Atlântico Sul - AMAS onde, devido a menor intensidade global do Campo Geomagnético Total, F, ocorrem precipitação das particulas carregadas: elétrons e prótons, aumentando a ionização nas regiões D, e E da ionosfera sobre a AMAS. Estudamos as variações impulsivas registradas na Estação de SMS para o período de 2001 e 2002. Este estudo mostrou que certos eventos das variações impulsivas quando acompanhadas de precipitação de partículas carregadas têm amplitudes maiores em SMS, em comparação com os amplitudes observadas nas Estações Magnéticas de Vassouras (22.40 S, 43.65 W) e Eusebio (3.85 S, 38.42 W). O mesmo fenômeno é observado nas pulsações continuas como Pc5 (faixa de periodos 150 a 1000 segundos). Apresentamos os resultados sobre os estudos realizados.
%P 1-50; 36
%O Bolsa PIBIC/INPE/CNPq
%1 Instituto de Pesquisas Espaciais
%@language pt
%3 10058.pdf


Close