Close
Metadata

%0 Report
%4 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2010/05.07.16.56
%2 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2010/05.07.16.56.50
%@ INPE-16700-RPQ/852
%A Sousa Junior, Manoel de Araujo,
%A Sausen, Tania Maria,
%A Lacruz, Maria Silvia Pardi,
%@affiliation Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
%@affiliation Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
%@affiliation Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
%@electronicmailaddress manoel@dpi.inpe.br
%@electronicmailaddress tania@dsr.inpe.br
%@electronicmailaddress lacruz@dsr.inpe.br
%T Monitoramento de estiagem na Região Sul do Brasil utilizando dados EVI/MODIS no período de dezembro de 2000 a junho de 2009
%D 2010
%I Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
%C São José dos Campos
%K monitoramento de estiagem, imagens EVI/MODIS, região Sul do Brasil.
%X As secas ocorrem em quase todos os países, embora variem significativamente de uma região para outra. São uma deficiência de precipitação durante um período prolongado de tempo que resulta em escassez de água para algumas atividades, grupo ou setor ambiental. As estiagens se caracterizam por serem menos intensas que as secas e por ocorrerem em períodos de tempo menores. Porém, como ocorrem com relativa freqüência, em áreas mais produtivas e de maior importância econômica do que as áreas de secas, ela produz reflexos sobre o agronegócio, comprometendo o abastecimento, a produção de alimentos e a economia regional. A região Sul do Brasil tem enfrentado períodos de estiagens na última década, com intensidade e freqüência acima do normal, afetando de forma decisiva a sua economia. A quantificação das áreas afetadas pela estiagem é um grande desafio, devido à falta de informação mais detalhada e contínua. As imagens EVI (Enhanced Vegetation Index - Índice de Vegetação Melhorado) do sensor MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer), que estão a bordo dos satélites AQUA e TERRA, por suas características, podem ser utilizadas para este tipo de estudos uma vez que permitem identificar as variações no verdor da vegetação (estado de sanidade) causadas por eventos climáticos, como a estiagem. Este trabalho tem como objetivo principal propor uma metodologia para monitorar a ocorrência de estiagem na região Sul do Brasil utilizando imagens índice de vegetação melhorado - EVI/MODIS. Para tal foram utilizadas um total de 392 imagens e gerados 196 mosaicos cobrindo o período de dezembro de 2000 a junho de 2009, considerando as quatro estações do ano. As imagens de anomalias de vegetação foram calculadas por meio do cálculo do índice de vegetação padronizado para cada estação do ano para o período de dezembro de 200 a junho de 2009. Os resultados alcançados demonstraram que a metodologia utilizada e as imagens EVI/MODIS são úteis para a caracterização e o monitoramento de áreas de anomalias negativas de vegetação, indicativas de estiagem. O verão de 2005 e o de 2009 foram os períodos que apresentaram as maiores extensões de áreas de anomalias negativas de vegetação coincidindo com os dois grandes períodos de estiagem que ocorreram na região Sul do Brasil. Os estados do Paraná e Rio Grande do Sul foram os mais afetados pela estiagem no período analisado.
%P 134
%@language pt
%9 RPQ
%3 publicacao.pdf


Close